• Ideias & Ensaios

Sobre meu pai espiritual.

Atualizado: 4 de Set de 2020

Hoje o dia começou meio nublado, estamos no Outono, razoável. A cor meio acinzentada predominando no céu e também em nossos corações, o meu tem ficado assim. O dia andou, eu me movimentei, mas o céu cinzento continuava lá e parecia que estava determinado a ficar sobre minha cabeça e dentro do meu coração. Por mais que eu olhasse para outro lado ou pensasse em algo completamente diferente, alguma coisa fazia com que aquele tom acinzentado chamasse a minha atenção tornando-se cada vez mais pesada, mais densa, sufocando e comprimindo meu coração. Sentei, coloquei a cabeça entre as mãos e inevitavelmente chorei, chorei copiosamente achando que as lágrimas iriam limpar minha visão e o céu ficaria azul, mas nada disso aconteceu. Depois de algum tempo chorando escutei um tilintar de metal e senti uma mão forte e suave tocar meu ombro, era meu Pai em sua armadura brilhante e com aquela capa vermelha voando ao sabor do vento que justamente naquele momento soprava suave e refrescava minha alma. Como em um passe de mágica, tudo parecia ter passado, o céu estava azul, o ar não era denso e o vento soprava uma brisa leve e suave. Meu Pai pediu que eu me levantasse e perguntou porque eu estava assim. Disse que estava com medo. Ele olhou dentro dos meus olhos, perscrutou meu coração e me disse: Eu te dei minha companhia, te protegi com meu escudo e minha espada, aqueci tua alma com minha capa e ainda assim tens medo? Tens medo ou tens falta de Fé em ti mesmo e no teu caminho? Aquilo foi algo que eu não esperava ouvir, pois filho nenhum quer ouvir qualquer tipo de reprimenda de seu Pai ainda mais em momentos de “agonia”. Meu Pai não se deu por satisfeito e continuou; que Fé é a tua que cai por terra quando mais precisas dela, que Fé é a tua que quando o céu escurece te faz cego para a Luz de nosso Pai Oxalá, que Fé é a tua que permite que o sentimento do medo tome teu coração quando sabes muito bem que a vida não encerra aqui?

Enquanto choras pelo medo e pelo acinzentar da vida, outros clamam por ela e pela tua ajuda. Olha a tua volta e percebas que o mundo não se rendeu ao teu medo, pois outros tantos irmãos filhos de tantos outros Pais e Mães continuam lutando e levando o alento necessário a cada alma que se encontra perdida nesse momento de transição, que está acontecendo e tens pleno conhecimento do porquê estar acontecendo. Se pedires te darei minha capa, minha espada e meu escudo, terás sempre contigo minha presença como tens agora, mas estamos aqui com um único propósito, servir ao próximo. Lembre-se de que quando serves ao próximo serves a ti mesmo, pois não há alma nesse mundo que não seja vista por nosso Pai Maior. Segue teu caminho olhando em frente e quando teu coração apertar olha ao redor e verás que nunca estivestes sozinho em tua caminhada, sempre estive ao teu lado, basta ter Fé e saberás que estou ali.



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Na Fé